Arte     


Arte de fazer o bem     

Como a arte pode desenvolver pela criatividade e curar como terapia?
A artista plástica Danielle Camargo explica…

img_dani1

Danielle Camargo criou oficinas que ministra para crianças  e em empresas, como uma forma de terapia alternativa de desenvolvimento e gosto pela arte.

Danielle Camargo criou oficinas que ministra para crianças
e em empresas, como uma forma de terapia alternativa de desenvolvimento e gosto pela arte.

Existem muitas formas de se desenvolver a criatividade. Mas nada se compara a liberdade de expressão através da arte. Essa é a máxima defendida pela artista plástica Danielle Camargo, que a partir de uma experiência pessoal com a filha Allegra, descobriu o quanto pode ser algo transformador no desenvolvimento de uma pessoa, em especial os pequenos. “As crianças por si só são expressões de arte, pois são impetuosas, verdadeiras e corajosas”, diz. Com o apoio do marido, o músico Maurício Pedote, Danielle então criou oficinas que ministra para crianças e em empresas, como uma forma de terapia alternativa de desenvolvimento e gosto pela arte, além de tratar pessoas que precisam se libertar de angústias e medos. “Criamos uma história baseada em nossa própria experiência. Entre tintas, telas e músicas, nossa filha vem crescendo a cada dia no mais puro elemento chamado arte. E a cada dia que passa nossas oficinas estão criando crianças especialmente talentosas”, explica. “Estamos transformando  esses  momentos em qualidade,  nas escolhas pautadas por algum artista plástico. Vemos vídeos, ouvimos histórias, escrevemos poesias e compomos músicas. O foco é transpor o espirito e elevar a alma para esse momento mágico, lúdico e espiritual chamado arte”, completa a artista que uma vez por mês promove sessões de arte terapia infantil em seu ateliê, na Granja Viana, em São Paulo.

OPEN: Como funcionam as oficinas?
Danielle Camargo: Funcionam inspiradas em algum artista, em uma linguagem infantil. São realizadas todo último domingo do mês, para crianças a partir de 3 anos. Oficinas para adultos só em empresas, o que também é um trabalho prazeroso porque tiro as pessoas do seu meio profissional para que vivenciem outra forma de expressão através da criatividade.

Como é feito esse trabalho? Tem algum acompanhamento médico e psicológico?
Se envolver problemas psicológicos tem sim acompanhamento médico. Mas quando faço arteterapia, envolve um conceito um pouco mais profundo.

Qual o nome do projeto? Como funciona se alguém quiser se inscrever ou matricular suas crianças?
Não tem nome. É um projeto de vida pessoal, de poder compartilhar. As oficinas para crianças são realizadas em meu atelier uma vez por mês. A arte terapia atendo na casa da pessoa caso seja fora da Granja Viana. Tenho estudado cada dia mais porque quero me aprofundar nesse universo magico que pode salvar as pessoas de depressões, angústias e ate mesmo da morte.

Qual a função da arte no desenvolvimento de uma criança?
É fundamental. A arte liberta e traz o encanto e a criação sem limites. Crianças que aprendem a se expressar através da arte desde pequenas são mais fiéis a elas mesmas, são mais confiantes, mais perspicazes e mais capazes de elaborar suas ideias.

O que acha importante nos contar sobre esse trabalho?
Acho importante ressaltar que todo esse processo iniciouse a partir da minha própria experiência. A arte me trouxe um caminho de liberdade e de vida. Me libertou de depressões e angústias, então faço porque acredito e porque amo.

 
Danielle Camargo
www.daniellecamargoart.com

Leia Mais

Arte para sonhar     

Arte para sonhar

DECOARTCLUB traz exposição “André Netto em algum mundo de Alice”, do premiado artista plástico brasileiro André Netto

A exposição “André Netto em algum mundo de Alice” no DECO ARTCLUB

A exposição “André Netto em algum mundo de Alice” no DECO ARTCLUB

Depois da inauguração de Alice no País das Maravilhas, estamos dando continuidade a esse mundo fantástico. O premiado artista plástico André Netto apresenta sua visão do universo que envolve a enigmática personagem de Lewis Carrol, na exposição “ANDRÉ NETTO EM ALGUM MUNDO DE ALICE”.
Influenciado por artístas holandeses e alemães dos séculos XV e XVI, Netto apresenta um naturalismo meticuloso em seus traba-lhos. Com detalhes e cores vivas, ele investe na precisão das texturas e novas perspectivas, bem como as distorções que criam situações em tempo suspenso e que claramente, o artísta usa como um recurso de ação dramática.
Apropriando-se das maravilhas de Alice, consegue transformar seu cotidiano, revelar estranhas figuras que saltam aos olhos e gestos, e dar profundidade em suas expressões. Assim, alia elementos mágicos e fantásticos em seus personagens, além de misturar referências de diferentes épocas, o que automaticamente causam impacto e sugerem novas perspectivas.
As obras estão expostas no recém-inaugurado espaço multicultural DECO ARTCLUB, em Moema. A exposição vai até 05 de julho e depois do Brasil, segue para Nova York, Itália e Dinamarca.
Sobre o espaço, que já é um grande sucesso, consegue unir cultura, arte e entretenimento num só lugar. Destaque para o charmoso café-cultural que fez sua inauguração num happy hour, e agora virou um dos points preferido do bairro.

DECO ARTCLUB
Rua Canário, 1318 – Moema – Tel: (11) 2619.0057 – 2619. 0058 | www.decoartclub.com.br

Leia Mais

A Meia-Noite de Ronaldo Grossman     

O artista plástico Ronaldo Grossman está em cartaz com sua primeira exposição individual em São Paulo.

O artista plástico Ronaldo Grossman está em cartaz com sua primeira exposição individual em São Paulo.

 

O artista plástico Ronaldo Grossman está em cartaz com sua primeira exposição individual em São Paulo. As obras são da série “Meia-Noite”, na Galeria Rabieh. “É somente na visão do outro que ele assume formas e faz sentido. E essa relação com o outro não apenas torna o trabalho apto a se colocar fora, no mundo, como também depende disso para se realizar em plenitude, enquanto linguagem e comunicação”, diz a crítica Lígia Canongia. Depois de mais de dez anos na Europa, onde estudou na Ar.Co em Portugal e expôs em diversas galerias e instituições, o artista carioca apresenta trabalhos inéditos na mostra que fará uma abertura expandida nos dias 30 e 31 de maio, com suas pinturas que ao criar um jogo de olhar, atrai as pessoas pelas ilusões de ótica projetadas em linhas e planos infinitos.

Meia-Noite – Ronaldo Grosmann, abertura estendida, durante os dias 30 e 31 de maio, das 11 às 17 horas, na Galeria Rabieh – Alameda Gabriel Monteiro da Silva,147, Jardins.

Leia Mais

A ARTE QUE OS OLHOS VEEM E O CORAÇÃO SENTE…     

A ARTE QUE OS OLHOS  VEEM E O CORAÇÃO SENTE…

Interativo e minimalista, Deco ArtClub abre suas portas em maio com exposição de Antônio Peticov e experiências multiculturais, além de obras de artistas nacionais e internacionais.

“ O local foi criado com o intuito de unir decoração, arte, cultura e entretenimento num mesmo espaço com a mesma sinergia.”  Patrícia Varga, proprietária e artista plástica

“ O local foi criado com o intuito de unir decoração, arte, cultura e entretenimento num mesmo espaço com a mesma sinergia.”
Patrícia Varga, proprietária e artista plástica

Moema, um dos bairros mais charmosos de São Paulo, é o local escolhido pelo casal João Luiz e Patrícia Varga para a inauguração de um novo espaço de arte, decoração e cultura. Interativo e minimalista, a Deco ArtClub abre suas portas no dia 9 de maio com a exposição “Alice no País de Peticov”, do talentoso artista plástico Antônio Peticov, um dos maiores nomes do atual cenário artístico brasileiro, reconhecido pelo seu trabalho com pintura, desenho, gravura e ilustração, e que tem as instalações como Balli Ballet (1982), em Cloudwalk Farm, Connecticut, e The Big Ladder – Scala Cromatica (1983), para a New York Art Expo, nos Estados Unidos em seu rico portfólio. Nessa exposição, Peticov mergulha no mundo imaginário de Lewis Carroll e seu clássico “Alice no País das Maravilhas”, escrito há 150 anos.
Com a curadoria de Jussara Martins, traz obras de renomados artistas nacionais e internacionais, que vão de pinturas e esculturas a gravuras e fotografias. Além disso, terá ambientes interativos entre o público e arte, com intervenções culturais. “O local foi criado com o intuito de unir de-coração, arte, cultura e entretenimento num mesmo espaço,
agindo assim harmoniosamente entre si”, diz a artista Patrícia Varga, autora de um expressivo acervo em Arte Francesa. “Queremos registrar tendências e transmitir informações de qualidade e com uma linguagem acessível ao público em geral”, completa.
No Deco ArtClub, ainda existe o café-cultural, que também remete à arte, com opções para happy hours, saraus, bate-papos com artistas, apresentações de música, exibição de documentários relacionados ao tema da exposição em cartaz, teatro de sombra e outras atividades. “A proposta é entreter com qualidade e inovação”, resume João Luiz.
Mais? Uma linda loja de decoração que em seu acervo disponibiliza objetos finos das grifes VERSACE e ROSENTHAL, além de peças autorais feitas e assinadas por artistas. Para a venda desses itens, aliás, os clientes terão uma consultoria de um arquiteto que estará permanentemente no espaço onde simularão seus ambientes com os objetos da loja, obras de arte, interagindo assim com todos. Para finalizar, pets são muito bem-vindos (e bem tratados) na Deco ArtClub, que também contará com um bicicletário. Um lugar perfeito para quem gosta de um bom passeio, mas acima de tudo aprecia arte e toda a experiência de beleza que ela proporciona aos olhos de quem vê e ao coração de quem realmente consegue senti-la.

DECO ARTCLUB
Rua Canário, 1318 – Moema
Tel: (11) 2619.0057 – 2619. 0058 | www.decoartclub.com.br

Leia Mais

A ARTE DAS CORES     

A ARTE DAS CORES

Artista norte-americana Nina Chanel Abney em exposição na Galeria Rabieh

Nina é a primeira no novo programa "Residência Artística", promovido pela galeria de Lourdina Rabieh

Nina é a primeira no novo programa “Residência Artística”, promovido pela galeria de Lourdina Rabieh

 

Eleita como o expoente entre artistas da nova geração pela “W Magazine” e uma das mais importantes artistas figurativas da atualidade pelo “The New York Times”, Nina Chanel Abney está com exposição em cartaz na Galeria Rabieh, em São Paulo. Isso porque a norte-americana inaugurou o novo programa de “Residência Artística”, promovida pela galeria de Lourdina Rabieh.

Inspirada pelas ruas e cores de São Paulo, a artista criou obras inéditas para a exposição durante sua estadia de um mês em uma propriedade da galeria no litoral norte de São Paulo. “Acho que meu trabalho será bem recebido por aqui porque tem muito a ver com a cultura local, seja pela presença das cores fortes ou até mesmo pela questão racial no Brasil”, disse a artista.

 

Com a curadoria de Simon Watson, a mostra de Abney também apresenta sua obra inspirada pela obsessiva relação que nossa cultura trava com as celebridades e que tratam de problemas de raça e sexualidade, em forma de figuras cheias de cores e recortes. E que lembram as exuberantes colagens de Romare Bearden. Nina ficou conhecida no Brasil por sua instalação ultra colorida e antropomorfa, de 30 metros de comprimento, na exposição Feito por Brasileiros/ Made by Brazilians no antigo complexo do hospital Matarazzo. Na Galeria Rabieh, a exposição fica até 9 de maio.

 

Nina Chanel Abney – If You Say So

Galeria Rabieh – Al Gabriel Monteiro da Silva, 147

www.galeriarabieh.com.br

Leia Mais

À RISCA     

À RISCA

Cris Conde ganha exposição e entra para o acervo da Urban Arts

Cores, traços delicados e sensualidade pautam o trabalho da artista plástica, que agora venderá em galeria da Vila Madalena

Cores, traços delicados e sensualidade pautam o trabalho da artista plástica, que agora venderá em galeria da Vila Madalena

 

As cores marcantes e a sensualidade delicada de seus desenhos levaram a artista plástica Cris Conde a ganhar uma exposição individual na Urban Arts, da Vila Madalena. Durante um mês, estarão expostas na galeria as telas a óleo e acrílicas da artista plástica, além, de pinturas em cartão, carvão e acrílica. Também monotipias em miniatura, com traços simples e toques de cor. Depois da mostra, as mesmas obras entram no acervo da conceituada galeria de arte, conhecida por trabalhar com artistas, designers e ilustradores de todo o mundo, para serem vendidas.

 Neta da galerista Duda Conde, ela sempre esteve envolvida neste meio criativo, o que a levou pela trilha natural das tintas e pincéis. “Percebi que seria o meu caminho quando vendi o primeiro quadro”, lembra a artista, que mesmo tendo crescido em contato direto com a arte, ainda tinha dúvidas se poderia conseguir viver disso. Até ser convidada para participar da Bienal de Firenze e de lá ter suas obras vendidas na Itália, França, Estados Unidos, África do Sul e Áustria. E agora ser uma das artistas da Urban Arts.

Além das características de cores e sensualidade de formas femininas, Cris tem na economia dos traços, algo marcante em seus desenhos.

Exposição Cris Conde: Urban Arts – Vila Madalena – Rua Aspilcueta, 237

Leia Mais